segunda-feira, 26 de abril de 2010

meras palavras;

Não, eu não direi tudo. Não direi exatamente, posso chegar perto de concluir a explicação, a definição, mas nunca a completarei. São tantos vazos sem flor, tantos caminhos sem pegadas no chão. Não, eu não irei sozinha. São quatro passos, os meus e os seus. Dois mais dois, quatro. Um mais um, três. Quando verdadeiro, não soma-se apenas dois mundos, se constroi um terceiro. E é. Engrandecedor, inspirador e provocador dos sorrisos mais gostosos, aqueles que nascem com a alma, com o coração pulsante.

Sim, vou fazer planos. Vou elaborar histórias, contos de fada, romances épicos. O pensamento em nuvem trará sonhos, mais sonhos. Cada dia assim, vendo nascer e renascer o sol, quantas vezes quiser. Cada minuto como se fosse o último, ou o primeiro.

Entrelace teus dedos nos meus, segure firme.

Não, eu não direi tudo. Mesmo que tudo seja belo e poético, ainda serão meras palavras.

4 comentários:

Sunahara disse...

Seu texto tem a ótima mania de me arrepiar todo quando leio a última palavra.

Keep the good work!

Bjos

Pedro disse...

Mais outro sorriso..
Mas isso você já é craque, né? Me deixar com cara de bobo..

É lindo, tão lindo quanto você

Paulinha disse...

"Um mais um, três. Quando verdadeiro, não soma-se apenas dois mundos, se constroi um terceiro".

CARALHO!! Puta sacada genial! Me encheu de orgulho agora!
Lindo, lindo, lindo...
Lindo te ver bem assim =)

Klein disse...

U-O-U.
Mandou bem demais, Gab's!