domingo, 26 de abril de 2009

do pouco que sobrou.

Do pouco que sobrou ainda me resta muito, muito tempo pra construir coisas novas e então mudar a frase. Rimas baratas e uma vontade sem igual de entender todo esse pouco caso que o mundo faz. Sobra pouco porque muito a gente dá. Dá pra alguém que usa um dia e joga fora, pra um que ri da nossa cara e para outro que não sabe o que fazer com aquilo.

Mas o que a gente dá afinal?

Dá carinho, dá colo, dá conselhos, dá abraços, dá beijos, dá cartas, dá amor. E isso para que no final alguém levante e vá embora. Vai embora sem nos dar um beijo na testa ou deixar um recado pendurado na geladeira.
Por isso deixo claro, desse pouco que sobrou, não dou pra mais ninguém. Tá bom, eu dou pra você que me acompanhou por essa vida toda, dou pr'aqueles que me fazem sorrir de verdade. Mas nada de dar pra pessoas vazias, dar à toa. É pouco. E preciso desse pouco pra continuar e alcançar o muito de novo.
São poucos dias em que você sorri verdadeiramente, são poucas as tardes recheadas de gargalhadas e besteirinhas gostosas de se lembrar, são poucos os filmes que você assiste e sai sorrindo do cinema, são poucas as músicas que fazem aquele remorso passar, são poucas palavras para descrever algumas sensações.

Do pouco eu entendo.
Mas ainda tem muito, muito o que contar.

7 comentários:

Jú disse...

E eu vou estar ai pra ouvir esse muito que voce vai contar, pode ter certeza gah!

lindo texto

Paulinha disse...

e se eu juntar o meu pouquinho com o seu pouquinho, será que dá um muitinho?

Enzo Sunahara disse...

Eu acho que esse pouco que sobrou vai virar muito. Pq tem o pouco seu, mas tem o pouco e o muito que as pessoas vão deixar com você. E este pouco vai se multiplicar, porque carisma também é um dom; e você o tem. Lembra de deixar um pouco pra mim, okei?

Beijos

Gabsi. disse...

Tô na meeeesma pegada, amica!
Mas, se valer à pena, que mal há?
Acho tão bonito...sabe, a gente se doar, hê.

(:

Alexandre Ciszewski disse...

já falei que as coisas que vc escreve são fodas? bom, acabei de falar! hehe
beijão, querida!

Special Need. disse...

de tudo fica um pouco.
as vezes um botão.
as vezes um rato.

:]

Anônimo disse...

Oui, c'est la vie... lindo texto babe ^^